Por acaso… bolo vegano!

E mais uma vez a sorte soprou a nosso favor, novamente encontramos uma opção vegana quase sem querer. Trata-se do pessoal da Fome de Bolo, uma pequena e simpática loja de bolos que fica na Rua Fernandes Vieira, 666, bem pertinho da esquina com a Avenida Osvaldo Aranha, em Porto Alegre.

Um dia desses a gente foi levar os cachorros para passear na redenção, aproveitar para fazê-los correr bastante, já que fazia um dia quente mas nublado, com cara de chuva. Após o nosso passeio, voltamos caminhando e no trajeto passamos pela Fernandes Vieira. Foi então que uma bicicleta toda decorada no meio da calçada nos chamou a atenção: “Olha, uma loja de bolos. Será que eles tem opção vegana?”, pensamos.

Coisa mais querida essa bicicleta!
Coisa mais querida essa bicicleta!

Acreditando que tínhamos pouca chance de encontrar uma opção, entramos na loja para perguntar e para nossa surpresa a resposta foi positiva! Eles tinham um opção de bolo de chocolate vegano. Claro que antes de comemorar a gente confirmou várias vezes que não havia nenhum ingrediente de origem animal.

O interior do Fome de Bolo.
O interior do Fome de Bolo.
Finalmente o bolinho. (Note que não aguentamos e comemos antes de tirar a foto :D ).
Finalmente o bolinho (Note que não aguentamos e comemos antes de tirar a foto 😀 ).

O Fome de Bolo é um lugar bem bonito que oferece bolos para levar. O bolinho de chocolate vegano que comemos estava muito gostoso, no entanto era a única opção que tínhamos para comprar, todos os demais produtos da loja (e eram muitos) continham algum ingrediente de origem animal. A gente adorou a descoberta dessa opção, mas seria difícil voltar lá tão cedo, pois apesar de eles terem uma vasta opção de bolos, uma só é vegana. Voltaríamos muito mais cedo e com maior frequência se houvesse mais opções. 😉

Nota: **

Fica aí a dica do Veganista!
Quer sugerir um lugar pra gente visitar? Envie um e-mail para falecom@veganista.online 😉

Sabe o que é um “Bici Café”?

Hoje nosso post é sobre a VULP, que fica a Bento Figueiredo, 78, um lugar inspirado pela cultura urbana da bicicleta, mas onde “todos(as) são bem-vindos(as), pedalando ou não”. Apesar de termos ido para o almoço, o local fica aberto de manhã e à tarde funcionando também como café e com muitas opções veganas!

Visitamos a VULP num dia frio e chegamos cedo, por volta das 11:30. Como o almoço passa a ser servido a partir das 12:00 tivemos um tempo para dar uma olhada na bela casa onde o café/restaurante se situa, apreciar a decoração sentados ao lado da lareira que aquecia o ambiente principal.

Uma curiosidade, este dia era dia de “Almoço sem preço com Alan Chaves” (pra quem não conhece, o Alan Chaves é um chef/cozinheiro bem conhecido por realizar essas iniciativas), ou seja, o almoço não tem preço fixado, cada um paga o que achar justo e o que puder pela refeição. De acordo com o material explicativo que se encontrava nas mesas: “A proposta do sem preço é estimular a reflexão e consolidar as nossas relações em processos de generosidade, co-responsabilidade, desapego e proporcionar equilíbrio possibilitando o acesso do maior número de pessoas possível”. Legal, né?

Bem, passando um pouquinho das 12:00 nosso prato foi servido, já que fomos os primeiros a entrar fomos os primeiros a receber, fato que nos gerou grande satisfação porque o cheirinho da comida sendo preparada estava nos matando! O generoso almoço contava com feijão branco com abóbora e tofu defumado, arroz com brócolis, batata ao murro e salada de couve com molho de alho. Também estavam inclusos um copo de chá mate com maracujá e paçoquinha de sobremesa.

A porção era realmente muito generosa e conseguimos terminar toda a refeição porque a fome estava do mesmo tamanho do prato e porque a comida estava muito gostosa!

PS: A VULP não aceita nenhum tipo de cartão, apenas dinheiro.

Nota: ****

Fica aí a dica do Veganista!
Quer sugerir um lugar pra gente visitar? Envie um e-mail para falecom@veganista.online 😉

Seja bem-vindo!
Seja bem-vindo!
Lareira deixando o clima mais aconchegante.
Lareira deixando o clima mais aconchegante.
Relance da decoração.
Relance da decoração.
O que viemos buscar: O ALMOÇO!
O que viemos buscar: O ALMOÇO!