Contemporâneo com toque indiano e brasileiro em São Paulo

Por Graziela Machado*

Sempre que pesquisava sobre veganismo acabava caindo em algum blog, instagram de restaurante ou digital influencer vegano de São Paulo. Eu morei em São Paulo no segundo semestre de 2015, mas na época eu era ovolacto vegetariana e apesar de já estudar sobre veganismo, ainda não tinha despertado totalmente para esse estilo de vida.

Hoje, fevereiro de 2017, retornei a essa cidade que tanto gosto com outro pensamento, muito mais desperta para o veganismo e com muita vontade de conhecer todos os restaurantes 100% veganos ou que tenham opções veganas aqui em SP. Vamos lá?

Cheguei em SP na hora do almoço e já fui direto conhecer o Goshala. O restaurante é de cozinha ovolacto, natural (dão preferência para produtos orgânicos) e contemporânea com uma pegada Indiana. O local é pequeno e como cheguei por volta das 13:00 não tinha mesa vaga, mas como estava sozinha optei por um lugar no balcão mesmo.

O belo e cheio ambiente do Goshala.
O belo e cheio ambiente do Goshala.

A decoração é super bonita e cheia de cores vibrantes. Muitos objetos que lembram a cultura indiana, vários quadros coloridos espalhados pelas paredes do salão e uma área aberta nos fundos, onde tinha uma grande mesa redonda, plantas verdinhas e um lustre super colorido.

Decoração vibrante.
Decoração vibrante.

Voltando a atenção para o cardápio, lá funciona assim: eles possuem a opção de Menu do dia (R$ 34,00), com direito a saladinha de entrada, prato principal, sobremesa e suco. Me interessei bastante pelo menu, porém fui informada de que não daria para transformar em vegan, então escolhi uma dentre as três opções veganas do menu. Optei pela Moqueca de Caju (R$ 42,00), que é preparada com cubos de caju, palmito pupunha, cebola roxa, pimentões, alga hijiki, tomate, azeite de dendê e leite de coco.

Aguardando ansiosamente o nosso prato. :D
Aguardando ansiosamente o nosso prato. :D

Logo depois que pedi, recebi uma saladinha que era a entrada do menu do dia. Informei para o garçom que tinha pedido um prato do menu normal, mas ele insistiu que eu aceitasse, então perguntei se o molho era vegano (sempre ficamos preocupados, né?) e ele me disse que era feito apenas com suco de frutas e azeite de oliva (ufa!), então aceitei porque uma saladinha de entrada é sempre bom! 

Não demorou muito e chegou meu prato: bem servido e com um cheirinho maravilhoso. Sinceramente, me surpreendeu. Eu confesso que nunca tinha comido caju, até porque no sul não é muito comum, mas a moqueca estava deliciosa, bem equilibrada e super aromática. O caju é uma fruta bem farta, então os pedaços davam sustância ao prato. O molho estava muito gostoso e combinou muito bem com os outros ingredientes do prato. Adorei experimentar novos sabores!

Atacar!
Atacar!

Finalizei super satisfeita e pronta para prosseguir os passeios pela cidade cinza 😉

Nota: ***

Fica aí a dica do Veganista!
Quer sugerir um lugar pra gente visitar? Envie um e-mail para falecom@veganista.online 😉

*Graziela Machado é colaboradora do Veganista.online, idealizadora do projeto The Coffee Trip e curadora do Role Vegano.