Um Agridoce Café

A gente já tinha recebido essa dica várias vezes e por vários meios, então, há algumas semanas, resolvemos visitar e provar as opções veganas do Agridoce Café, “um espaço aconchegante e gentil para todos, com aroma de café e de doces saindo do forno”, de acordo com a própria página do estabelecimento. Então, aproveitamos um final de tarde quase noite e rumamos à Cidade Baixa.

Balcão de atendimento do Agridoce.
Balcão de atendimento do Agridoce.

Ao chegarmos lá, fomos recepcionados por um atendente que nos informou que a casa estava lotada, dizendo que haviam duas mesas a nossa frente na fila. Resolvemos aguardar mesmo assim. O atendente então pediu o nosso nome e telefone. Para nossa surpresa, segundos depois de ele nos deixar recebemos um SMS informando nossa posição na lista de espera para uma mesa, muito legal!

Decoração da parede da nossa mesa.
Decoração da parede da nossa mesa.

Como estávamos entre duas pessoas apenas, rapidamente conseguimos uma mesa em um dos salões fortemente decorados do café. Logo o mesmo atendente nos trouxe o cardápio que passamos a analisar. Após termos um pouco de dificuldade em encontrar as opções veganas, solicitamos ajuda ao atendente que prontamente nos informou que havia um sanduíche vegano, feito de pão artesanal de moranga com sementes de girassol, pasta de grão de bico, tomates secos, caponata e folhas verdes. Obviamente essa foi nossa escolha.

A comanda do Agridoce.
A comanda do Agridoce.

Nosso pedido não demorou muito a chegar, mesmo com o local lotado. O sanduíche estava bem gostoso, o pão bem novinho, o recheio molhado. Para o nosso gosto, a pasta de grão de bico poderia estar um pouco mais temperada, mas entendemos que é difícil agradar todos os gostos quando se atende tanta gente assim. Nada que não pudesse ser corrigido com um pouco de azeite de oliva.

Pra variar a gente comeu antes de tirar a foto :D
Pra variar a gente comeu antes de tirar a foto :D

Depois de terminar de comer o sanduíche, novamente analisamos o cardápio, pois queríamos um doce para acompanhar o espresso que iríamos pedir. Após uma pequena confusão com o atendente sobre se uma opção seria ou não vegana, obtivemos a informação de que a única possibilidade para nós seria o brownie de banana, que, então, pedimos. Estava gostoso, mas achamos que brownie de banana é uma das sobremesas veganas mais comuns de ser encontrada.

Pra variar a gente comeu antes de tirar a foto :D (2)
Pra variar a gente comeu antes de tirar a foto 😀 (2)

Entendemos que o Agridoce Café oferece opções veganas bem gostosas, inclusive de sobremesa, mas apenas uma doce e uma salgada. Seria interessante aumentar e diversificar as opções para poder voltar mais frequentemente ao estabelecimento.

img_4516

Alguns ambientes do café.
Alguns ambientes do café.

Nota: ***

Fica aí a dica do Veganista!
Quer sugerir um lugar pra gente visitar? Envie um e-mail para falecom@veganista.online 😉

Iaiá Bistrô, oxente!

Há algumas semanas fomos convidados para um aniversário de família que ocorreria no Iaiá Bistrô, na zona sul de Porto Alegre, onde, segundo o próprio site do Iaiá, serve-se “o melhor dos pratos típicos, das várias regiões do Brasil, (…) em porções generosas e apresentação primorosa”. Só que, diferentemente dos convites que recebemos normalmente, este já veio acompanhado de um: “Eles têm opção vegana”. Opa! Que surpresa agradável, ficamos muito contentes de terem pensado na gente na hora de escolher o restaurante 🙂

Chegamos na grande casa onde o restaurante está situado, naquela noite de sexta-feira com o clima ameno. Logo fomos recebidos por um recepcionista que nos direcionou à mesa reservada para o aniversariante. Atravessamos dois amplos e belos ambientes até encontrar os demais convidados que nos aguardavam.

Um dos ambientes do Iaiá.
Um dos ambientes do Iaiá.

Quando o garçom nos trouxe o cardápio, imediatamente perguntamos a ele: “quais as opções veganas que vocês oferecem?”. Fizemos isso para testar tanto o restaurante, quanto o garçom. No primeiro caso para confirmar se eles realmente tinham opções veganas, no segundo para ver se o atendimento estava treinado para atender um vegano. Em ambos casos obtivemos uma resposta positiva. O garçom imediatamente apontou as opções veganas disponíveis, que eram duas: a moqueca vegetariana e o cogubobó. Acabamos optando pelo segundo, com pimenta média (ao fazer o pedido o garçom pergunta a intensidade de pimenta desejada no prato).

Moqueca vegetariana e Cogubobó: os pratos veganos.
Moqueca vegetariana e Cogubobó: os pratos veganos.

Aguardamos pouco tempo até que nossos pratos fossem trazidos. Realmente eles faziam jus a descrição do restaurante, as porções de todos os pratos eram generosas. A pimenta do nosso bobó estava no ponto! Mas, é importante dizer que gostamos de pratos levemente apimentados, um pouco acima da quantidade de pimenta que os gaúchos estão acostumados a consumir, então se você não gosta ou não está acostumado com pimenta, sugerimos que peça o prato com pimenta leve. O cogubobó estava delicioso, bem preparado, cheio de sabores, acompanhado de uma farofa de banana e arroz branco, fechando a combinação com perfeição.

Será que tava bom? :D
Será que tava bom? :D

Após a nossa janta a chef veio até nossa mesa ver se estava tudo de acordo. A primeira pergunta dela foi: “É nessa mesa que tem um pessoal vegano?”. Com um sorriso no rosto nos “acusamos”. Ela nos contou que o seu filho é vegano, que a introduziu nesse mundo e que ela vem pesquisando sobre o asssunto (quem sabe vem mais opções veganas no cardápio, né? :D). No fim, nosso atendente veio oferecer sobremesa e disse que a cozinha poderia fazer uma tapioca de goiabada vegana. Ficamos muito felizes com a atenção que nos foi dada, mas não havia condições de comermos mais nada depois do Cogubobó.

Veganista e sua foto "artística".
Veganista e sua foto “artística”.

Adoramos nossa experiência no Iaiá Bistrô. Todos foram muito atenciosos e demonstraram conhecimento sobre veganismo, o que sempre gera uma tranquilidade e confiança na gente. É um lugar muito legal para sair para jantar a dois ou em um grupo grande para uma confraternização. O restaurante também conta com um deck aberto para aproveitar os dias mais quentes ao ar livre.

Nos dias mais quentes pode-se sentar no deck.
Nos dias mais quentes pode-se sentar no deck.

Nota: ****

Fica aí a dica do Veganista!
Quer sugerir um lugar pra gente visitar? Envie um e-mail para falecom@veganista.online 😉